Quanto você perderia hoje se não pudesse mais usar sua marca?

Um empreendedor começando um novo negócio sonha alto e planeja crescer com a empresa, ainda que na incerteza do que vai acontecer. Assim, investe no negócio, faz planos, orçamentos, projeções de crescimento, mas muitos ainda pensam em deixar para depois o registro da marca, afinal, não sabem se o negócio vai vingar. 

 

Falamos em posts passados como registrar a marca não é mais um custo, e sim investimento, e como é um erro comum pensar que se deve esperar o negócio crescer para fazer o registro. Agora, vamos discutir o que a empresa arrisca perder sem o registro da marca.

 

Antes de tudo, vale ressaltar os prejuízos incalculáveis e não-quantificáveis: perda de credibilidade da empresa, reputação afetada, impacto na clientela, posicionamento de mercado, e um tão relevante, o tempo. Tempo que você, sócios e funcionários terão dedicado a construir a marca que não pode mais ser usada, e tempo que deverá ser dedicado a resolver os problemas judiciais, a criar uma nova identidade e comunicação para a empresa. Tempo que poderia ser dedicado ao crescimento do seu negócio. 

 

Além disso, há os custos facilmente quantificáveis. Para o argumento que é simples trocar de nome e marca de uma empresa, e que por isso o registro é desnecessário, aqui estão custos a serem considerados caso isso ocorra:

 

  • Novo registro na Junta Comercial
  • Novo registro na Receita Federal
  • Criação da nova marca com profissional apto
  • Material gráfico, fachada da loja física quando for o caso
  • Confecção de novos uniformes de colaboradores
  • Site, redes sociais, presença online de maneira geral

 

Os valores dos itens acima variam de acordo com a região do país e podem até ser feitos pela própria equipe da empresa, mas ainda demandam tempo e esforço. Os próximos custos, infelizmente, não podem ser evitados: caso a empresa cuja marca você estava usando indevidamente queira, pode entrar com uma ação judicial. 

 

Neste caso, o processo por uso indevido de marca já registrada permite uma indenização de aproximadamente 5% do faturamento bruto dos últimos cinco anos da sua empresa. Se sua empresa fatura acima de R$100 mil ao ano, a multa pode ser consideravelmente alta: para uma empresa com faturamento anual de R$ 500 mil, por exemplo, seria de R$ 125 mil. Ou seja, 25% do faturamento anual. 

 

Os prejuízos em perder a marca são incalculáveis, assim considere registrar a sua logo no início da sua empresa: a segurança do seu patrimônio realmente não tem preço. Se você ainda tem dúvidas, entre em contato via telefone ou Whatsapp – podemos explicar quaisquer detalhes e te auxiliar no registro da sua marca!

Compartilhe esse post

Para garantir o sucesso da sua compra é necessário ter certeza da disponibilidade da sua marca.

Preencha o formulário ao lado para confirmação.

Ei, Espere!

Ficou alguma dúvida?

Nossos especialistas podem te auxiliar!

Preencha o formulário ao lado e iremos entrar em contato para você fazer parte do maior escritório contábil do Brasil.